domingo, 1 de novembro de 2009

Acaso ou Destino

Acaso ou Destino? Esse é o título que imaginei para esse texto que estou escrevendo, após ler a Veja dessa semana. Nela, os repórteres se dedicaram a falar do "fim do mundo" que, de tempos em tempos, é prenunciado pelas civilizações, todas elas, mas principalmente as Ocidentais.
Mas, num determinado ponto do texto, que é o que me interessou, o repórter diz que "somos levados a atribuir ordem e significado às coisas, mesmo onde tudo é casual e fortuito".
E onde isso me levou? Em princípio, fiquei pensando no SL, desde que entrei, tudo que fiz, as pessoas e lugares que conheci, as tecnologias, enfim, esse "outro mundo" onde sou Maga atualmente, onde solto raios e levito, troco de roupas e cabelos o tempo todo e, principalmente, onde conheço pessoas...
Quando entrei no SL, nunca imaginei que fosse me apaixonar por alguém, nem mesmo nutrir sentimentos de amizade e até confiança ali.
Hoje, tenho pessoas na minha vida, como meus "tugas" queridos, o Alfa (meu noivo), o Namastê (meu tio), o Psychoteto e o Pretender (velhos amigos). Tenho também minha irmã Endora e meu irmão Niko, meu cunhado Julio e meu filho Fantinha. E todas essas pessoas, conheço apenas do SL. Não sei como são, como se vestem, o que gostam de comer, fazer, etc.
Mas, de alguma forma, criaram-se laços entre nós e mantemos eles, sempre nos vendo, nos cumprimentando, estreitando esse carinho e esse amor, de quem se conhece em outra vida, talvez como as pessoas que fazem regressão, ou aquelas que param em algum lugar e acham que já te viram antes...
Coincidências? Será que estamos destinados a conhecer as pessoas que viverão conosco? Ou é tudo misturado num caldeirão, até sair a coisa como ela se apresenta?
E o futuro? Como será? Os relacionamentos reais serão substituídos pelos virtuais? Creio que não...Mas acredito que eles vieram para ficar, e até acredito que muitas vezes eles servem para "diminuir" as distâncias. Distâncias sociais, estaduais, religiosas, distâncias que o preconceito e a intolerância geram....
Vou parar por aqui, pois acho que não é filosofando que vou passar minha idéia...Mas, fica aí um recado: seja na RL ou no SL, relações ocorrem, começam, terminam, esquentam, esfriam....Mas cabe a nós pensar em como essas relações estão presentes, em nossas vidas: acaso ou destino?

Um comentário:

Marcos disse...

Oieee....é tudo isso se formos pensar mesmo podemos ficar loucos a tntar descobrir o significado de tudo, mas o importante é sempre viver cada momento intensamente seja RL ou SL...nosa já é mamãe O.o, hihihihi nem sabia...beijão linda!!!